Reserve diretamente e tenha vantagens!

Tudo o que precisa saber sobre o Metro do Porto

Curiosidades

Hoje vamos dizer-lhe tudo o que necessita saber sobre o metro do Porto antes de chegar à cidade.

Em comparação com algumas outras cidades, o metro do Porto tem um traçado bastante simples. Ainda assim, e para quem não conhece, tem as suas particularidades.

Pode encontrar aqui uma breve explicação do traçado e como utilizar melhor este meio de transporte tão prático para quem visita a cidade do Porto.

Rede do Metro do Porto
Linha E – Aeroporto/Trindade

Começamos pela linha E que é a linha de entrada para quem chega ao aeroporto.

Chegar à Baixa do Porto de metro demora apenas 40 minutos. O bilhete custa €2,60 (cartão andante + título de viagem Z4).

Para quem vem para o Grande Hotel do Porto, o metro já não é direto. A partir de 2019 passou a circular apenas até à Trindade pelo que, para chegar à estação mais próxima do hotel – Bolhão – tem que apanhar outra composição. O nosso conselho é que faça a troca na casa da música, onde não precisa de sair da mesma plataforma, basta esperar pelo próximo metro. Se optar por ir até ao final e trocar na Trindade, terá que trocar de plataforma e procurar a que indica a direção Campanhã/ Estádio do Dragão/ Fânzeres.

Linha A – Senhor de Matosinhos/Estádio do Dragão

Começa no Senhor de Matosinhos e vai até ao Estádio do Dragão. A partir da estação da Senhora da Hora até ao Estádio do Dragão faz um percurso comum às linhas B, C e F. Se pretende ir até às praias de Matosinhos ou experimentar um dos muitos restaurantes de peixe e mariscos da zona, esta é a sua linha.

Linha B – Póvoa de Varzim/Estádio do Dragão

É a linha que une a Póvoa de Varzim ao Porto. À semelhança da anterior, a partir da Senhora da Hora até ao Estádio do Dragão, faz um percurso comum às linhas A, C e F. Se quiser visitar a Póvoa de Varzim ou Vila do Conde ou ir fazer umas compras ao Vila do Conde Fashion Outlet, esta é a linha que deve apanhar.

Linha C – Ismai/Campanhã

Faz a ligação da Maia ao Porto. A estação inicial é no ISMAI e termina em Campanhã. A partir da Senhora da Hora até Campanhã, tem um percurso comum às linhas A, B e F. Se necessita de ir ao pólo universitário da Maia ou ao Zoo, será por esta linha que terá que esperar.

Linha D – Hospital de São João/Santo Ovídio

Esta linha une o Hospital de São João a Santo Ovídio em Vila Nova de Gaia.  Cruza-se com as restantes apenas na estação da Trindade. Precisará de apanhar esta linha se quiser ir até São Bento – a estação de metro mais próxima da zona da Ribeira – mas também se precisar de ir para a zona do polo universitário ou Hospital de São João. No sentido inverso irá até Vila Nova de Gaia. Esta linha cruza a ponte D. Luis pelo tabuleiro superior, caso queira visitar o jardim do Morro ou o Mosteiro da Serra do Pilar ou ainda se quiser ir fazer umas compras nos armazéns El Corte Inglés.

Linha F – Senhora da Hora/Fânzeres

Circula entre a Senhora da Hora e Fânzeres (Gondomar). Até ao Estádio do Dragão, partilha o percurso com as linhas A, B e C. Se circula apenas entre a Senhora da Hora e a Trindade pode apanhar qualquer uma das linhas exceto a D.

Poderá descarregar AQUI um mapa da Metro do Porto com os principais lugares de interesse e as respetivas estações:

Como Utilizar

O metro disponibiliza várias modalidades de bilhetes. Depois de adquirir o “Andante”, o cartão físico onde carrega as viagens, pode optar por carrega-lo viagem a viagem, por comprar packs de 10 viagens, pode optar pelo Andante 24 que possibilita viajar durante 24 horas na zona escolhida ou pode escolher ainda o Andante Tour para 1 dia ou para 3 e por um preço único viaja em toda a rede Andante.

A rede Andante inclui o metro mas também os autocarros STCP que circulam na cidade do Porto e o funicular dos Guindais que une a Batalha à Ribeira.

Se não sair da zona da baixa, necessitará apenas de título de viagem Z2, se utilizar o metro para chegar ou partir para o aeroporto já necessitará do Z4. As zonas funcionam por anéis que estão explicados em mapas afixados nas estações de metro.

Por último, não esquecer que tem sempre que validar o título de transporte em cada viagem!

ver mais